sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Periodização da literatura portuguesa

Periodização da Literatura Portuguesa

A literatura portuguesa, que abrange o oitavo séculos de produção, apresenta uma divisão em três longos espaços de tempo, acompanhando as grandes transformações vividas pela Europa: Era Medieval, Era Clássica, Era romântica ou Moderna. Essas três grandes eras apresentam-se subdivididas em menores, chamadas de escolas literárias ou estilos de época.

Era Medieval

Esse período se inicia com o texto mais antigo da literatura portuguesa, segundo a tese de Carolina Michaëlis, a Canção da Ribeirinha (também conhecida como Canção de guarvaia), de Paio Soares de Taveirós. A Era Medieval prolongou-se até o ano de 1527, quando Sá de Miranda retorna da Itália e introduz em Portugal características da estética renascentista. Divide-se em dois períodos:

Trovadorismo - compreendido entre os anos de 1189, data provável da Canção da Ribeirinha, e 1434, com a nomeação de Fernão Lopes para o cargo de cronista-mor da Torre do Tombo.

Humanismo - estende-se de 1434 a 1527, com a volta de Sá de Miranda da Itália e a introdução do Renascimento literário em Portugal. Período tipicamente de transição da cultura medieval para uma cultura clássica.

Era clássica

Em Portugal, a Era Clássica compreende os séculos XVI, XVII e XVIII, apresentando como características genéricas o predomínio dos valores clássicos. Divide-se em três períodos:

Quinhentismo ou Classicismo - de 1527 a 1580, ano em que Portugal passa para o domínio espanhol (coincidemente, é o ano da morte de Camões, o maior poeta renascentista português).

Seiscentismo ou Barroco - vai de 1580 a 1756, ano da Fundação da Arcádia Lusitana.

Setecentismo ou Arcadismo ou Neoclassicismo - estende-se de 1756 a 1825, ano inicial do Romantismo.

Era Romântica ou Moderna

Estende-se de 1825 até nossos dias. Divide-se em quatro períodos:
Romantismo - inicia-se em 1825, com o poema "Camões", de Almeida Garett, e estende-se até 1865, com a Questão Coimbrã.

Realismo - compreende o período que vai de 1865 a 1890, ano de publicação do livro Oaristos, de Eugênio de Castro.

Simbolismo - vai da publicação de Oaristos, em 1890, a 1915, ano em que se lança a revista Orpheu, marco inicial do Modernismo.

Modernismo - de 1915 aos nossos dias. Há quem reconheça, a partir de 1945, um novo período, chamado Neo-realismo.

15 comentários:

  1. Espero que este conteúdo possa contribuir com meu aprendizado na Língua Portuguesa!
    Larissa

    ResponderExcluir
  2. Conteúdo muito interessante!
    Espero que esse novo método de ensino possa contribuir cada vez mais com o meu aprendizado!
    Beijos!
    Maria Fernanda

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito do Blog, espero que esta nova forma de aprendizagem possa contribuir de forma enriquecedora para a nossa formação.
    Abraços!
    Pollyana Soares

    ResponderExcluir
  4. O blog está ótimo e com certeza já está facilitando os meus estudos! Os links relacionados nos textos adicionam ainda mais na minha formação acadêmica. Parabéns!!!

    Julliana Meneses (Funorte).

    ResponderExcluir
  5. Interessante saber que a literatura português abrange três grandes eras, que acompanharam as transformações vividas na Europa. Era Medieval, era Clássica, era Romântica ou Moderna.
    A Era Medieval é muito interessante, e é justamente a que estamos estudando nesse período na Universidade. É muito bom saber das características do trovadorismo e do humanismo, pois nos ajudam a entender alguns costumes e tradições presentes nos dias de hoje, que não sabíamos as origens.
    A era clássica que compreende do século XVI, XVII e XVIII, também é dividida em períodos, de grande valor para a história, embora me identifique mais com o barroco, admiro e percebo a importância dos demais.
    Porém, embora o vocábulo romântico, apresente um história complexo, o período Romântico que se estende do século XIX até os nossos dias, me atrai muito, principalmente pela liberdade de criação, pelo sentimentalismo exacerbado e principalmente pela supervalorização do amor, que para mim, é a maior inspiração humana. Sendo assim, faço minha as palavras do apóstolo Paulo em I Corintios: 13 “...ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos, se não tivesse amor, de nada valeria.”

    ResponderExcluir
  6. Estou apredendo muito com esse método, espero que contribua cada vez mais com a nossa aprendizagem e aumente o nosso conhecimento.

    ResponderExcluir
  7. Espero que este novo método contribua cada vez mais com a evolução do nosso aprendizado!
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  8. O nosso objeto de estudo a Literatura Portuguesa divide-se em três grandes blocos de tempo que marcam as transformações ocorridas na Europa, sendo eles:
    • Era Medieval,
    A literatura desta época era composta de escritos religiosos bem como de obras seculares, podemos destacar a Cancão da Ribeirinha, que segundo Carolina Michaelis é o texto mais antigo da literatura Portuguesa. Essa era divide-se em: Trovadorismo, produzindo cantigas de amor, de amigo e de escárnio e de maldizer, e Humanismo, com as produções: Historiografia de Fernão Lopes e Teatro de Gil Vicente.
    • Era Clássica,
    Em Portugal, a Era Clássica compreende os séculos XVI, XVII e XVIII, apresentando como características genéricas o predomínio dos valores clássicos. Divide-se em três períodos como disse o texto em questão: Quinhentismo ou Classicismo é marcado por obras como a de Sá de Miranda e Camões, autores que estavam inseridos em um panorama português de império no oriente e comércio de especiarias, além de compor o cenário mundial do Renascimento, Capitalismo e Reforma protestante;
    Seiscentismo ou Barroco, produzindo obras como, a Literatura dos padres e Pe.Padre Antônio Vieira,vivenciando o Domínio espanhol e o Jesuitismo em Portugal,e mundialmente sofria influencia do Mercantilismo e a Contra reforma., e por fim o Arcadismo ou Neoclassicismo, que é caracteriza por obras como literatura neooclássica, Arcadismo e Bocagem,que vestia a roupagem do panorama português: Depotismo esclarecido, Governo de Pombal e Expulsão dos Jesuítas,mundial o contexto era o Iluminismo, Revolução Industrial e a Revolução Francesa.

    • Era Romântica ou Moderna;
    Foi um movimento artístico, político e filosófico surgido nas últimas décadas do século XVIII na Europa que perdurou por grande parte do século XIX. Caracterizou-se como uma visão de mundo contrária ao racionalismo que marcou o período neoclássico e buscou um nacionalismo que viria a consolidar os estados nacionais na Europa. Divide-se em quatro períodos:
    Romantismo - inicia-se em 1825, com o poema "Camões", de Almeida Garett, e estende-se até 1865, com a Questão Coimbrã. Vivencia em Portugal a Revolução do porto, Independência do Brasil e Guerra civil, mundialmente temos acontecendo simultaneamente o Liberalismo Burguês e Guerras napoleônicas;
    Realismo - compreende o período que vai de 1865 a 1890, ano de publicação do livro Oaristos, de Eugênio de Castro. O contexto vigente desse período em Portugal é a Sentimento anticlerical, Decadência da monarquia e as primeiras greves organizadas, e no mesmo momento o mundo presencia o Socialismo, Positivismo, Evolu cionismo e a segunda revolução industrial;
    Simbolismo vai da publicação de Oaristos, em 1890, a 1915, ano em que se lança a revista Orpheu, marco inicial do Modernismo, e estar inserido em Portugal em um período de Revolução do pensamento republicano, A Republica e a crise econômica, movimento influenciado pela pré-guerra, Freud e a psicanálise e a Vanguarda artística;
    Modernismo - de 1915 aos nossos dias. Há quem reconheça, a partir de 1945, um novo período, chamado Neo-realismo marcado por produções literárias como, Revista Orpheu, Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro, caracterizado Pelo Estado Novo, Ditadura salazarista e a Revolução de 25 de Abril, ainda mundialmente ocorria primeira Guerra mundial, Revolução Russa, Nazi-facismo, segunda guerra mundial e finalizando, a guerra fria.

    ResponderExcluir
  9. O Trovadorismo compreendido entre os anos de 1189 a 1434. E o Humanismo que se estende de 1434 a 1527. O segundo período é a Era Clássica que compreende os séculos XVI, XVII e XVIII; dividi-se em três períodos, que são: o Quinhentismo ou Classicismo de 1527 a 1580. O Seiscentismo ou Barroco vai de 1580 a 1756. O Setecentismo ou Arcadismo ou Neoclassicismo que abrange o período de 1756 a 1825, ano inicial do Romantismo. Por último a Era Romântica ou Moderna que se estende de 1825 aos nossos dias e dividi-se em quatro períodos: o Romantismo de 1825 a 1865. O Realismo de 1865 a 1890. O Simbolismo de 1890 a 1915. O Modernismo de 1915 a nossos dias. Ainda há quem reconheça a partir de 1945 um novo período chamado Neo-realismo

    ResponderExcluir
  10. Aprofundar o conhecimento da Periodização da Literatura Portuguesa vai nos proporcionar uma maior clareza em relação aos conteúdos abordados em sala de aula.

    ResponderExcluir
  11. O conteúdo me parece muito bom. Com certeza irá contribuir muito para a ampliação de nossos conhecimentos.O blog será uma ferramenta fundamental para o êxito de tal fato.

    ResponderExcluir
  12. O texto tá bom, mas porém estar muito resumido e isso as vezes não é bom pois não sabemos o motivo pelo qual ouvi a transformação ao decorrer do tempo, o blog também esqueceu de colocar a era Romantica ou moderna ( romantismo, realismo, naturalismo, parnasianismo e simbolismo) e era moderna ou contemporânea ( movimentos de vanguardas, semana de 22, 1 geração modernista, 2 geração moderna poesia e prosa, 3 geração moderna geração de 30 a 45, contemporânea ) .

    ResponderExcluir
  13. ajudo pra carai esse texto monstro dos monstro zika memo

    ResponderExcluir

Alunos e Seguidores, postem, apenas, comentários relativos aos temas trabalhados: Literatura !
Agradecida,
Profa. Generosa Souto